Fascite plantar

A fáscia plantar é uma membrana densa e fibrosa de tecido conjuntivo que se encontra ao longo da planta do pé, desde o calcâneo até as falanges.

A inflamação da fáscia plantar produz o quadro clínico conhecido como fascite plantar. Este é um problema ortopédico com alguma incidência na população em geral mas sobretudo em atletas, principalmente em desportos que envolvam a corrida.

Fatores predisponentes

  • Traumatismos – A fascite plantar pode ser ocasionada por microtraumatismos de repetição durante a realização da marcha. Ao longo da caminhada, a fáscia vai sendo submetida a repetitivas forças de tração. Quando essas forças são aplicadas sucessivamente, com frequência e intensidade alta, pode ocorrer degeneração progressiva da fáscia, podendo resultar em microrruturas da própria fáscia que levam à inflamação e dor crónica.
  • Esporão do calcâneo – O esporão de calcâneo pode apenas ser uma consequência da inflamação crónica provocada pela tração repetitiva na fáscia plantar. Apesar de estar presente em alguns pacientes que apresentam fascite plantar, não é considerado como a principal causa. Este caracteriza-se pelo crescimento anormal do osso, normalmente na parte inferior do calcâneo, não sendo visível desde o exterior.
  • Alterações posturais – Alterações do pé como pés planos ou cavos também são fatores que podem estar na origem da dor na fáscia plantar
  • Processos degenerativos – O envelhecimento produz um desgaste da “capa” de gordura do calcanhar. Desta forma, vai-se perdendo a capacidade de absorver o impacto provocado pela caminhada/corrida, provocando lesões na fáscia plantar. Além disso, à medida que a idade avança, a fáscia plantar perde a sua elasticidade.
  • Início de atividades desportivas intensas sem preparação prévia;
  • Desequilíbrios musculares;
  • Calçado inapropriado;
  • Excesso de peso.

Diagnóstico Diferencial

Por vezes, as fascites plantares podem ser confundidas com dor de origem muscular. Alterações em músculos da perna, como os gémeos, ou do pé podem provocar dor na planta do pé ou no calcanhar.

A dor também pode resultar de uma compressão nervosa, sendo por isso necessário distinguir qual a estrutura afetada.

Sintomas

  • Graduais, que surgem ao longo do tempo;
  • Dor na face interna do calcanhar e/ou no arco plantar (quando é muito intensa, o paciente tem dificuldade em apoiar o peso do corpo sobre o calcanhar);
  • Dor ao estiramento;
  • Pior de manhã, ao apoiar o pé no chão pela primeira vez do dia;
  • Menos intensa após iniciar os primeiros passos;
  • Alivia com o repouso.

Avaliação

O fisioterapeuta irá recolher a sua história clínica e realizar uma avaliação detalhada da postura, da mobilidade articular e vários testes para que consiga identificar a origem do problema. Dessa forma, irá orientar o tratamento perante as alterações identificadas.

Tratamento

A Fisioterapia vai permitir o alívio da sintomatologia do paciente e reduzir o processo inflamatório, incluindo:

  • Técnicas de correção postural
  • Técnicas articulares e musculares
  • Exercícios de fortalecimento muscular
  • Exercícios de mobilidade
  • Alongamento
  • Libertação miofascial

Por vezes, o uso de palmilhas personalizadas, pode ser útil para complementar o tratamento de Fisioterapia. Desta forma, corrigem-se alterações posturais, dá-se suporte ao arco plantar e reduz-se a pressão de apoio.

Morada: Rua Francisco Pereira Pinto de Lemos, nº30, Vila Nova de Gaia | Entre em contato connosco: (+351) 931356113 / (+351) 221112498

X